Constantemente vemos anúncios de prisões ou de ações de membros do Anonymous ao redor do mundo. Essas aparições geralmente se seguem com a revelação de diversas informações de indivíduos de importância e poder, bem como o confisco de centenas de equipamentos de informática, telefones celulares, cartões de crédito e dinheiro. Mas qual o propósito dessa organização? Por que eles são tão visados?

Anonymous: propósito e definição

Anonymous é um movimento internacional livremente organizado de ativistas online que compartilham ideais sociais e políticas similares. Eles dizem promover o livre acesso à informação, liberdade de expressão e transparência, e também apoiam vários movimentos anticorrupção e antiautoritários.

Como o Anonymous funciona?

O grupo geralmente é percebido como anárquico, sem liderança ou controle. Basicamente, os membros individuais tomam suas próprias decisões e transmitem suas idéias e atividades de protesto entre si através das mídias sociais. Se essas idéias e atividades reunirem apoio suficiente nessa comunidade, um acordo coletivo é feito, datas e “reuniões” virtuais são definidas, e os participantes iniciam uma campanha para atingir o objetivo que eles pretendem alcançar.

Os membros de Anonymous dizem que é fácil juntar-se ao grupo. Basta esconder sua identidade ao realizar suas atividades online e você está dentro. Por causa da natureza complexa, informal e, obviamente anônima do grupo, não é realmente possível estabelecer um perfil demográfico preciso sobre sua associação.

Anonymous

O Anonymous é um dos grupos ativistas virtuais mais ativos. Conheça como eles agem e o que eles realmente fazem. (Foto: Mashable)

Em que tipo de atividades o Anonymous se envolve?

O grupo está associado a atividades colaborativas de hacking (“hacktivismo”) que são muitas vezes lançadas como uma forma de protesto de retaliação contra agências governamentais, entidades comerciais e outras instituições. Tais ataques geralmente ocorrem na forma de negação de serviço (DoS) ou ataques distribuídos de negação de serviço (DDoS), que desligam sites da Internet ou outros serviços baseados na Internet. Os hackers associados ao grupo reivindicaram ataques cibernéticos que variam de problemas menores a golpes mais pesados contra sites gigantes da internet.

Por que as autoridades internacionais criticam o Anonymous?

As estratégias de protesto do Anonymous, incluindo ataques DoS e DDoS, violam as políticas de uso da Internet, bem como as políticas de uso específico da maioria dos provedores de serviços de Internet. Frequentemente também violam as leis dos países onde ocorrem os ataques.

Algumas campanhas de hacking anônimo contra serviços de pagamento foram usadas como retaliação ao congelamento das contas de órgãos específicos, como o Wikileaks. Em alguns lugares, como a Turquia, pessoas foram presas pelo ativismo político online associado ao Anonymous.

A verdade é que o Anonymous tem se tornado um grupo forte no mundo e, apesar de suas ações serem pontuais, a preocupação com o que esse grupo é capaz tem se tornado cada vez maior. Entender um pouco deles fará você se preparar melhor para o mundo moderno e tudo que ele traz consigo.

Você conhece o Anonymous? Já acompanhou as ações do grupo?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)