Antes de você nos ver como inimigos dos carros voadores, vamos explicar. Existem algumas razões lógicas e práticas que você pode realmente não querer um carro voador. Você pode não ter pensado sobre eles ainda. Não queremos afastá-los das incríveis possibilidades que a ficção científica nos apresentou, mas queremos lhe dar algumas dicas e por quês para não termos carros voadores ainda.

Por que um carro voador?

Voar é estatisticamente mais seguro do que dirigir, mas essas estatísticas podem não se traduzir em uma nova geração de carros voadores. Haverá novas regras, educação adicional para pilotos e motoristas, e para não mencionar que você estará voando com o mesmo grupo de pessoas com quem você se desloca nas estradas hoje. Um pensamento assustador para muitos de nós.

Carros voadores podem estar em nosso futuro próximo, então por que não considerar um punhado das desvantagens que essas máquinas maravilhosas podem nos dar? Nossos carros tradicionais podem nos dar dor de cabeça suficiente; carros que podem voar não serão diferentes e possivelmente podem ser piores. Claro que podemos chegar aos nossos destinos mais rapidamente, mas e se tivermos um acidente ou ficarmos sem gasolina? Não é tão fácil parar quando você está voando. Mas há mais elementos que se juntam para dificultar essa maravilha tecnológica no nosso dia a dia.

Carros voadores de verdade podem ser assustadores

Todos nós já ouvimos as estatísticas de que voar é mais seguro do que dirigir. Mas estatísticas não impedem que cerca 40% das pessoas tenham algum tipo de ansiedade ao voar. Essa é uma porcentagem bastante alta de pessoas considerando o fato de que tudo que você tem que fazer quando você voa é sentar em uma cadeira por um período prolongado de tempo, ler um livro e saborear um pouco de refrigerante, suco, água, ou chá.

Obviamente, é o fato de você estar no ar que deixa as pessoas um pouco ansiosas. Se todos nós estivermos em carros voadores algum dia, então estatisticamente 40% de nós teremos algum tipo de apreensão sobre isso. Isso é um monte de gente voando ao seu lado que pode deixar sua leve fobia de voo inibir sua capacidade de operar seu veículo aeronáutico.

Pense nas pessoas que você vê no seu deslocamento diário. Pense em todas as pessoas que você vê enviando mensagens de texto enquanto dirigem, leem um jornal, colocam maquiagem ou irracionalmente se deslocando entre as faixas. Agora imagine estar ao lado deles centenas ou milhares de metros no ar.

Sabemos o que você está pensando: se voar é mais seguro do que dirigir, não será mais seguro pilotar um carro no ar do que dirigir nas ruas? Provavelmente não. Considere o treinamento extensivo que os pilotos comerciais passam e as verificações de segurança que os aviões recebem regularmente para garantir vôos seguros. Um manual básico de aeronáutica pode possuir até 17 capítulos abrangendo de tudo, desde princípios de aerodinâmica, peso e equilíbrio até clima, navegação, fatores aeromédicos e tomada de decisões durante o voo. Os pilotos precisam conhecer todas essas regras gerais de voo, além de seu conhecimento de pilotagem de aeronaves.

Mesmo que todos nós tenhamos que dar uma aula para aprender a pilotar carros, sobre os quais falaremos mais tarde, as chances são de que não seremos tão habilidosos quanto pilotos de linhas aéreas e não teremos tantas verificações de segurança antes de decolarmos como os aviões comerciais fazem agora. Portanto, é duvidoso que, quando milhões de pessoas estiverem pilotando carros, os registros de segurança sejam tão bons quanto os atuais voos comerciais e privados.

Carros voadores

Carros voadores são o sonho de ficção científica de muitos, mas a logística para implementar seu uso é simplesmente muito complicada. (Foto: Sourceable)

Carros voadores são caros

Muito nós de fundo realmente queremos um carro voador, mas uma das principais desvantagens de ter o seu próprio será o custo. Considere que um dos poucos carros voadores que já está sendo fabricado custa US$279.000, sem previsão de uma baixa nos custos tão cedo.

Os carros voadores podem não custar milhões, mas eles definitivamente não serão baratos. A coisa mais próxima que temos dos carros voadores agora é mais como um avião que dobra as asas para cima e dirige como um carro. Mas o preço é mais do que 10 vezes maior do que um carro normal.

Não só isso, mas se você está cansado de encher o tanque carro para ir trabalhar, você não vai ser muito mais feliz enchendo um carro voador também. Os custos de combustível para aviões são mais altos que os carros. Mesmo se formos capazes de encher carros voadores com gasolina normal, se você começar a ficar sem combustível no ar, não é como se você pudesse simplesmente entrar em um posto de combustível para encher o tanque.

O custo do seguro de seu carro também vai subir rapidamente, porque você não está apenas segurando um carro; você está segurando um carro que pode voar. Imagine pagar pela cobertura prêmio porque seu carro não só pode entrar em acidentes, mas também cair no chão.

Quebras no carro voador significam acidentes e quedas

Muitos de nós ficamos presos ao lado da estrada em um momento ou outro. Talvez seu carro superaqueceu, você ficou sem gasolina, teve um pneu furado ou ficou ouvindo aquele som estranho que no veículo há meses, mas nunca fez nada para resolver o problema. Quando seu carro quebra na estrada, a maioria das pessoas tenta manobrá-lo rapidamente para fora do tráfego e levá-lo para um lugar seguro longe de qualquer outra coisa. Bem, se você quebrar em um carro voador, a única opção que você tem é cair do céu.

Você ainda não vai ter algum bom samaritano para empurrar o carro para o lado da estrada. Não haverá uma opção para abrir o capô e diagnosticar o problema e você não pode simplesmente sair e caminhar alguns KM para obter mais combustível. Gravidade vai seguir o seu caminho e o caminho está para baixo. Um objeto, ignorando a resistência do ar, cai 304,8 metros em cerca de 8 segundos. Então, se você estiver a 300 metros no ar e sofrer um acidente, ou seu carro simplesmente parar de funcionar, é melhor ter um plano de backup que você possa implementar rapidamente.

Mesmo que você possa planar ou usar algum tipo de pára-quedas, você terá que saber como pousar seu carro em uma emergência. Quanto de uma pista você precisa? Você pode apenas colocar em algumas árvores? Existem casas ao redor? Cair em um carro voador parece um grande aborrecimento, para não mencionar um sério perigo.

Carros voadores são difíceis de dirigir no mau tempo

Vamos supor que se todos nós tivermos carros voadores, teremos algum tipo de sistema de estradas aéreas como vimos nos filmes. Assumiremos que há rampas dentro e fora, áreas designadas para voar e algum tipo de estrutura organizacional geral para ir do ponto A ao ponto B.

Talvez não tenhamos que nos preocupar com um gargalo causado por um acidente porque as partes envolvidas não terão a opção de bloquear nosso caminho, mas ainda teremos que lidar com o mau tempo atrapalhando nossos deslocamentos.

Imagine voar em seu carro e ser atingido por uma enorme rajada de vento? Seu carro voador responderá ao vento de maneira diferente do que um carro no chão. Aviões encontram diferentes tipos de turbulência o tempo todo. Mas você pode não estar tão acostumado quando é o único a voar. Dependendo da temperatura do ar, pode ser mais difícil de decolar e aterrissar seu carro voador, já que a densidade do ar pode afetar a aerodinâmica do avião. Quando as estações mudam, a forma como o seu carro voador também muda.

Considere o fato de que você também estará voando através de tempestades de vez em quando. Imagine voar no ar durante uma tempestade de relâmpagos. Pode parecer legal quando você está no chão, mas vai ser bem assustador quando você estiver voando através dela Relâmpagos atingem regularmente aviões. Você está pronto para raios baterem em seu carro enquanto você luta para manter o controle?

Outra preocupação climática será voar sob forte chuva ou neblina. Voar no ar e não ser capaz de ver seria realmente desorientador. Um conjunto de faróis de neblina e um pouco de protetor para os vidros provavelmente não serão tão úteis no céu como no chão. É difícil o suficiente parar na calçada para evitar um acidente, mas e se você não puder enxergar através do nevoeiro e outro carro voador estiver a poucos metros de distância?

Condições climáticas ruins podem ser difíceis o suficiente para se dirigir em um carro com quatro rodas no chão, sem falar de um que esteja no ar. Mas isso não é o pior.

Você terá que aprender a dirigir de novo para pilotar um carro voador

Aprender a voar até o menor e mais simples dos aviões requer ir para a escola de vpo. E há muitas novas regras e detalhes nesse novo aprendizado.

Se você e seu vizinho ligarem o seu carro voador ao mesmo tempo e quiserem decolar em frente à sua casa, quem vai primeiro? Ao fazer uma curva em um carro voador, você tem que olhar acima e abaixo de você, bem como para a esquerda e a direita. Que tal aprender uma maneira totalmente nova de navegar até um destino? Claro que poderíamos configurar um sistema de GPS nos carros voadores, mas se o seu GPS não conseguir encontrar os satélites, então como você sabe para onde ir?

Os pilotos aprendem a voar sem usar os olhos para guiá-los. Eles confiam em seus instrumentos para dizer a eles o quão alto eles são e quais são suas velocidades. Mesmo que usemos instrumentos para algumas dessas coisas quando dirigimos, confiamos principalmente em nossos olhos para ver o que está acontecendo ao nosso redor. Mas no céu você nem sempre tem um bom ponto de referência. Fatores como condições climáticas ou voar à noite podem impossibilitar que os pilotos usem a visão para navegar no avião, então eles confiam em seus instrumentos. Se você tiver um carro voador, precisará aprender como confiar mais em seus instrumentos do que em sua visão.

Acha que ainda quer um carro voador? Por que? Como você solucionaria estes problemas?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)