Data Mining e Business Intelligence são dois termos do mercado de tecnologia da informação que precisam ser bem conhecidos para serem usados no seu negócio com sucesso, te dando uma vantagem competitiva em relação aos seus concorrentes.

O que é Data Mining?

O processo de pesquisas e buscas através de dados para descobrir conexões ocultas e prever tendências futuras tem uma longa história. O termo data mining (mineração de dados) não existia até o início da década de 90. Mas seu surgimento compreende alguns conceitos e conhecimentos que estão intrinsecamente entrelaçados: a estatística, a inteligência artificial e a aprendizagem mecânica, que são algoritmos que podem aprender a partir de dados para fazer previsões.

Ao longo dos últimos anos, os avanços no poder de processamento e na velocidade dos computadores nos permitiram ir além das práticas manuais, tediosas e demoradas para realizar uma rápida análise de dados fácil e automatizada. Quanto mais complexos forem os conjuntos de dados coletados, mais potencial haverá para descobrir descobertas relevantes. Varejistas, bancos, fabricantes, empresas de telecomunicação e seguradoras, entre outras empresas dos mais diversos campos estão usando a mineração de dados para descobrir relações entre os mais diversos aspectos, começando pelos preços, promoções e dados demográficos, e indo até elementos mais complexos como a economia, os riscos, a concorrência e como as mídias sociais estão afetando o comportamento e o consumo das pessoas, por exemplo.

Por que a mineração de dados é importante?

Então, por que a mineração de dados é importante? Bem, o volume de dados produzidos pelas mais diversas fontes está dobrando a cada dois anos. Dados não estruturados, ou seja, aqueles não organizados em classes ou categorias, representam 90% do universo digital. Mas mais informação não significa necessariamente mais conhecimento. A mineração de dados possibilita direcionar empresas e indivíduos na obtenção das informações realmente importantes para o negócio. Por exemplo, uma empresa varejista do setor de brinquedos pode se beneficiar de minerar informações sobre os gostos para brinquedos de crianças até 12 anos, mas não tem os mesmos benefícios e impactos ao analisarem os gostos por brinquedos por pessoas com mais de 60 anos porque não é o público alvo da empresa.

A mineração de dados permite pesquisar através de todas as informações desorganizadas e repetitivas em seu banco de dados. O Data Mining possibilita compreender o que é relevante e, em seguida, fazer bom uso dessas informações para avaliar os resultados prováveis. Ele acelera o ritmo de tomada de decisões baseadas em informações.

Como usar a mineração de dados e o Business Inltelligence

A mineração de dados contribui muito para o crescimento das empresas, ajudando que elas tenham o foco necessário para usar as informações para o crescimento da companhia. Isso faz parte de estratégias de Business Intelligence, focadas em dar uma vantagem estratégica para empresas. (Foto: SogetiLabs)

Exemplos de uso de data mining

A mineração de dados está no centro dos esforços de análise em uma variedade de indústrias e disciplinas.

Comunicações: empresas de multimídia e telecomunicações podem usar modelos analíticos para dar sentido aos dados de clientes, ajudando a prever o comportamento dos clientes e oferecer campanhas altamente direcionadas e relevantes para um maior impacto nos resultados financeiros.

Companhias de seguro: companhias de seguros podem resolver problemas complexos relacionados à fraudes, conformidade dos contratos, gestão de riscos e atritos com os clientes. As empresas usam técnicas de mineração de dados para avaliar os produtos de forma mais eficaz em todas as linhas de negócios e encontrar novas maneiras de oferecer produtos competitivos à base de clientes existente.

Educação: educadores podem prever o desempenho dos alunos antes de pisar na sala de aula e desenvolver estratégias de intervenção para mantê-los em um rumo de melhorias no desempenho. A mineração de dados ajuda os educadores a acessar os dados dos alunos, prever os níveis de melhoras e identificar alunos ou grupos de alunos que precisam de atenção extra.

Indústria: alinhar planos de produção com previsões de demanda, além da detecção precoce de problemas, garantia de qualidade e investimentos. A indústria se torna capaz prever o desgaste dos ativos de produção e antecipar a manutenção, o que pode maximizar o tempo de atividade e manter a linha de produção dentro do cronograma.

Bancos: algoritmos automatizados ajudam os bancos a entender sua base de clientes, bem como os bilhões de transações do sistema financeiro. A mineração de dados ajuda as empresas de serviços financeiros a ter uma visão melhor dos riscos de mercado, detectar fraudes mais rapidamente, gerenciar obrigações legais e gerenciar a obtenção de retornos sobre investimentos.

Varejo grandes bancos de dados de clientes possuem informações ocultas que podem ajudar empresas do varejo a melhorar os relacionamentos com clientes, otimizar campanhas de marketing e prever o volume de vendas de um dado produto. Através de modelos de dados precisos, as empresas de varejo podem oferecer campanhas mais direcionadas e encontrar as ofertas que causam os maiores impactos sobre os clientes..

O que é Business Intelligence?

Business intelligence, ou BI, é um termo abrangente que se refere a uma variedade de técnicas e programas utilizados para analisar dados brutos de uma organização. O BI é composto de várias atividades relacionadas, incluindo mineração de dados, processamento analítico online, consultas e relatórios.

As empresas usam o BI para melhorar o processo de tomada de decisões, reduzir custos e identificar novas oportunidades de negócios. BI é mais do que apenas relatórios corporativos e mais do que um conjunto de ferramentas para filtrar dados de sistemas empresariais. Executivos usam o BI para identificar processos de negócios ineficientes que estão prontos para serem reestruturados e melhorados, constantemente.

Com as ferramentas de BI atuais, os profissionais de negócios podem entrar e começar a analisar os próprios dados em vez de esperar por relatórios complexos. Essa democratização do acesso à informação ajuda os usuários a fazer decisões de negócios que de outra forma seriam baseadas apenas no instinto.

Embora o Business Intelligence seja uma grande promessa, sua implementação pode ser limitada por desafios técnicos e culturais. Os executivos devem assegurar que os dados que alimentam as aplicações de BI sejam limpos e consistentes para que os usuários confiem nas informações obtidas..

Quem pode se beneficiar do uso do Business Intelligence?

Qualquer empresa pode se beneficiar por usar o BI para tomar decisões estratégicas, como sobre quais novos produtos adicionar aos seus catálogos, quais devem ser removidos e quais lojas na cadeia tem um desempenho abaixo do esperado e precisam de intervenções ou do fechamento. As empresas que usam o BI podem fazê-lo assuntos estratégicos, tais como renegociar contratos com fornecedores de alimentos e identificar oportunidades para melhorar processos ineficientes. O BI pode se tornar central para ajudar as empresas a administrar seus negócios.

Um componente crucial do BI, a análise de negócios, é essencial para o sucesso de empresas em uma ampla gama de indústrias, e até no campo dos esportes. Muitas equipes baseiam sua escalação e estratégias de competição de acordo com as estatísticas de cada adversário e cada jogador do próprio time. Essas equipes usam o BI até para escolher os novos jogadores da temporada, ou escolher quais devem ser demitidos e quais devem ser recontratados.

No varejo, supermercados usam grandes quantidades de dados e análises para tentar dominar a indústria. Lojas online não são apenas sites de comércio eletrônico; Elas são extremamente analíticas e seguem uma abordagem baseada no BI para as mudanças nos negócios e nas suas estratégias. Empresas de cartões de crédito pesquisam e mineram os mais diversos dados para encontrar novos clientes.

O BI também ajuda a analisar como executivos tomam decisões, além de auxiliá-los a tomar decisões rápidas e precisas, além de elaborar métricas e relatórios mais relevantes para um negócio.

BI é mais do que suporte à decisões. Devido às melhorias na tecnologia e na forma como os executivos estão as implementando, o BI agora tem o potencial de transformar organizações. Os executivos que usam o BI com êxito para melhorar os processos de negócios contribuem para suas organizações de maneiras mais abrangentes do que implementando ferramentas de relatório básicas.

Como você pretende usar o BI para a tomada de decisões? E o Data Mining? Você já faz uso dessas ferramentas e estratégias na sua profissão?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)