Nosso planeta, a Terra, tem grandes reservas de petróleo e gás presas nas profundezas de sua superfície. Ocasionalmente, essas reservas desenvolvem rachaduras e parte do petróleo ou gás vaza. No entanto, isso é uma parte da natureza e raramente causa grandes danos. Por outro lado, há momentos em que o mesmo problema é causado por causa da interferência humana e pode causar uma grande quantidade de danos aos ecossistemas. Nos últimos anos, a questão dos derramamentos de óleo e seus efeitos assumiu grande importância. Isso ocorre porque quando ocorre um derramamento de óleo há uma infinidade de problemas para o ambiente e para nós.

O que é um derramamento de petróleo?

Um derramamento de petróleo acontece quando o petróleo líquido é liberado no ambiente por veículos, navios ou oleodutos. Acontece em grande escala e é visto principalmente em corpos de água. Isso acontece devido a negligência humana e é uma das principais formas de poluição. A fonte do vazamento são muitas. O petróleo bruto pode ser libertado pelos petroleiros em terra. Em corpos de água, o derramamento ocorre devido a plataformas de perfuração, plataformas de petróleo em alto mar também. Um derramamento de óleo e seus efeitos também podem ser experimentados com petróleo refinado ou mesmo com óleo residual de indústrias de grande escala. O que é comum em todos eles é que os danos causados ​​por eles são permanentes e demoram muito tempo para serem limpos.

Consequências do derramamento de petróleo

Como derramamento de óleo, ele flutua na água e impede a passagem da luz solar. A substância brilhante que você vê, por vezes, na camada superior da água não é nada, mas o petróleo que torna difícil para as plantas e animais marinhos para sobreviver. Limpar o derramamento de óleo não é tarefa fácil. Vários fatores precisam ser considerados antes de realizar as operações. Alguns deles sendo quantidade de óleo derramado, temperatura da água, tipo de praias e muito mais.

O derrame de óleo pode ser fatal para plantas, animais e vida humana. A substância é tão tóxica que pode causar perda maciça de espécies que vivem no mar. O derramamento de óleo penetra na plumagem e no pelo das aves e animais, quebra as capacidades de isolamento das penas e pelos, tornando-as mais pesadas, impedindo-as de voar e matando-as por envenenamento ou hipotermia.

Embora a atenção do público em relação aos derramamentos de óleo tenha crescido nas últimas décadas, eles vem acontecendo há mais de um século. Desde a chegada da revolução industrial, tais acidentes ainda estão acontecendo. No entanto, os problemas de larga escala que acompanham os derramamentos de óleo e seus efeitos são mais óbvios para nós hoje em dia.

Derramamento petróleo

O derramamento de petróleo tem consequências graves para o ambiente, e por isso deve ser evitado ao máximo. (Foto: Times Now)

Poluição por derramamento de petróleo e seus efeitos

Existem três grupos de efeitos básicos causados pela poluição do derramamento de petróleo.

Efeitos Ambientais

Primeiro destes é o efeito ambiental. A vida animal que vive na água ou perto da costa é a mais afetada pelo vazamento. Na maioria dos casos, o petróleo simplesmente sufoca os animais até a morte. Outros que vivem enfrentam uma série de outros problemas. O óleo penetra na pele e na plumagem dos animais. Como resultado, tanto aves como mamíferos tem mais dificuldade em flutuar na água ou regular a temperatura corporal. Muitos filhotes e animais morrem de fome, já que seus pais não conseguem detectar seu cheiro natural de corpo. Aves que se preparam para se livrar do óleo acidentalmente engolem o óleo e morrem devido aos efeitos tóxicos. Em muitos casos, os animais ficam cegos devido à exposição repetida ao óleo. Golfinhos, lontras marinhas, peixes, inúmeras espécies de aves e muitos mamíferos oceânicos enfrentam essas consequências. Combater esses efeitos e limpar o óleo podem levar de algumas semanas a muitos anos, dependendo do dano causado.

Efeitos Econômicos

O segundo maior efeito do derramamento de óleo é visto na economia. Quando petróleo bruto precioso ou petróleo refinado é perdido, ele afeta a quantidade de petróleo e gás disponível para uso. Isso significa que mais barris precisam ser importados de outros países. Depois vem o processo de limpeza do derramamento de óleo, que requer muito financiamento. Embora a empresa responsável pelos derramamentos de óleo e seus efeitos tenham que limpá-la, há muita ajuda governamental necessária neste momento. Os trabalhadores que são trazidos a bordo para limpar o vazamento enfrentam enormes problemas de saúde mais tarde na vida também. Seu tratamento médico deve ser pago e se torna responsabilidade do governo. Colocar todos os métodos de recuperação no lugar e monitorá-los tira recursos de outros trabalhos mais importantes e atinge a economia de maneiras sutis, mas poderosas. Isso sem contar com os prejuízos que a indústria da pesca sofre na região afetada pelo derramamento.

Efeitos na indústria do turismo

A indústria do turismo local sofre um grande revés, já que a maioria dos turistas fica longe de tais lugares. Aves mortas, óleo pegajoso e enormes bolas de piche se tornam comuns. Devido a isso, várias atividades como velejar, nadar, rafting, pescar, surfar não podem ser realizadas. Indústrias que dependem da água do mar para realizar suas atividades diárias interrompem suas operações até que as águas sejam limpas.

Piores derramamentos de petróleo.

Um dos maiores vazamentos de petróleo visto na história aconteceu durante a guerra do Golfo, quando cerca de 240 a 336 milhões de galões de petróleo bruto fluíram para o Golfo Pérsico. Foi considerado um dos piores desastres, superando o vazamento de petróleo do Ixtoc 1 no México. Um grande vazamento de petróleo recente aconteceu quando uma plataforma de petróleo, a Deepwater Horizon, afundou no Golfo do México. O derramamento liberou algo entre 172 a 180 milhões de galões de petróleo bruto para o meio ambiente. Só no ano de 2010, seis derrames de petróleo foram vistos nos EUA. Fora dos Estados Unidos, os derramamentos de óleo ocorreram no Canadá, Nigéria, França, Reino Unido e China.

No Brasil, um dos piores vazamentos foram o da Bacia de Campos, que resultou em uma mancha de 3,8 km de extensão e cerca de 1 km² de área. O outro foi na Baia da Guanabara, onde cerca de 1,3 milhões de litros de óleo cru vazaram criando uma faixa de óleo na água com mais de 50 km quadrados.

Embora os problemas de longo prazo causados ​​por derramamentos de óleo e seus efeitos ainda não tenham sido totalmente observados, os problemas diários são claros. No entanto, a maioria das empresas ainda não possui um plano sólido para quando esta emergência possa ocorrer. É por conta de riscos altos como esses que combustíveis alternativos tem sido buscados, tentando reduzir nossa dependência do petróleo e nos deixar menos reféns de seus riscos.

Quais outros riscos você conhece da extração do petróleo

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)