O técnico de petróleo e gás é uma profissão que ganhou muito mais destaque nos últimos anos no Brasil devido ao crescimento da Petrobras e da exploração do petróleo no país. É também uma carreira que oferece diversas oportunidades e um crescimento muito rápido, com um salário muito generoso para quem quer crescer na área.

Curso técnico de petróleo e gás: o que fazem os técnicos?

Técnicos da indústria de extração de petróleo e gás desempenham um papel importante na produção de petróleo e gás e na manutenção dos sistemas utilizados nos processos de extração. Eles funcionam como técnicos de operação de processo ou técnicos de manutenção. Os técnicos de operação de processo trabalham sob supervisão para produzir, processar e fornecer petróleo ou gás. Eles iniciam, controlam, monitoram e desligam os processos de produção de petróleo e gás. Eles fazem isso manualmente e usando sistemas de controle de distribuição computadorizados. Eles mantêm operações seguras e garantem que todos os sistemas de produção estejam operando de forma eficiente para maximizar a produção de petróleo e gás. Os técnicos de manutenção mantêm os sistemas mecânicos, elétricos, de instrumentos e de controle em bom estado. Eles podem trabalhar como:

Técnicos Mecânicos: responsáveis ​​por válvulas, bombas e sistemas de transmissão, motores diesel e turbinas a gás.

Técnicos Elétricos: responsáveis ​​pela geração de energia de alta tensão e sistemas de distribuição, motores, sistemas de controle e equipamentos elétricos especialmente projetados para uso em ambientes em alto mar.

Técnicos de Instrumentação e Controle: responsáveis ​​pela regulação e manutenção de sistemas de medição de vazão de óleo e gás, nível, pressão e temperatura. Eles também cuidam de sistemas de controle de processos eletrônicos e pneumáticos, sistemas de detecção de incêndio e gás e analisadores.

Os técnicos trabalham em equipes estreitamente unidas. Alguns técnicos tornam-se multi-habilidades em duas ou mais das áreas acima.
Técnicos de petróleo e gás trabalham no mar ou em um terminal em terra. O padrão de trabalho em alto mar é normalmente de 12 horas e 12 horas ininterruptamente durante duas semanas, seguido de uma licença de duas ou três semanas em terra. Os técnicos em terra normalmente trabalham 37 horas por semana, de segunda a sexta-feira.

Trabalhar em alto mar é exigente. O trabalho ocorre em todas as condições meteorológicas e pode ser molhado, frio e barulhento. Os técnicos precisam usar roupas de proteção, como macacões, luvas, óculos e capacete. Quando em alto mar, os técnicos compartilham seus alojamentos com os colegas (entre 30 e 200 outros homens e mulheres, dependendo da localização). Normalmente há duas pessoas em cada cabine.

Trabalho no setor de petróleo e gás

Um técnico de petróleo e gás pode trabalhar em diversos setores da extração de petróleo, e seu trabalho é essencial para essa indústria. (Foto: Oil and Gas Career Info)

Técnico em petróleo: carreira

A indústria de extração de petróleo e gás corresponde mais de 13% do PIB brasileiro. Com essa importância, o número de técnicos da indústria de petróleo e gás aumentou nos últimos anos e há uma forte demanda por eles. São milhares de empregadores no setor, sendo as principais empresas da área atuantes nas seguintes áreas:

Empresas operacionais: geralmente grandes empresas de petróleo que operam plataformas de produção.

Empresas de perfuração: contratadas para realizar o trabalho de perfuração.

Empresas de serviços: por exemplo, empresas de exploração sísmica, empresas de mergulho, fornecedores de lama de perfuração, empresas de cimentação e especialistas em testes de poços.

Empregos para técnicos no Brasil estão localizados principalmente nas cidades costeiras, concentrando-se nos estados do Rio de Janeiro e São Paulo. Nordeste e Norte do país também oferecem vagas para o setor.

Técnico em petróleo: educação e treinamento

A entrada para este trabalho é através de um curso técnico. Os participantes do programa de treinamento devem ter pelo menos 16,5 anos de idade, para que tenham idade suficiente para participar de treinamento no exterior aos 18 anos. Algumas pessoas entram no programa de treinamento depois de concluírem um curso de ensino médio em período integral.

A aprendizagem avançada se dá através treinamento estruturado com um empregador. Como aprendiz, seu pagamento dependerá do setor em que você trabalha, da sua idade, da área em que você mora e do estágio em que você chegou na aprendizagem. Técnicos são também incentivados a continuar com o aprendizado em cursos superiores da área.

Responsabilidades do técnico em petróleo e gás

Técnicos de petróleo e gás operam equipamentos que ajudarão a aumentar o fluxo de óleo dos poços produtores. Eles fazem isso removendo obstruções, como tubos, carcaças ou ferramentas presas, para ajudar a aumentar o fluxo de óleo e a produtividade geral da operação. Os técnicos de campo ajudam a aumentar a produção observando as variações de carga nas válvulas, nas bombas de lama e nos indicadores de pressão do motor; e monitoramento de motores, correntes giratórias e outros equipamentos para detectar condições defeituosas ou incomuns. Existem vários tipos diferentes de técnicos de campo que podem trabalhar em um campo petrolífero ou local de perfuração, incluindo:

Técnicos de eletrônica

A maioria das plataformas de perfuração de petróleo e gás tem terminais de computador em cada escritório para fornecer status sobre vários aspectos da perfuração, incluindo fluxo de líquidos, bombas de lama, velocidade de mesa rotativa, taxa de penetração (ROP) e peso sobre a broca. Os técnicos em eletrônica da plataforma de petróleo instalam, mantem e solucionam problemas em sistemas complexos, como sensores, unidades de exibição, PCs em rede, sistemas de comunicação de equipamentos e sistemas de comunicações via satélite.

Técnicos de serviço de bomba

Os técnicos de serviço de bombas de óleo são especializados em bombas de óleo e devem ter a capacidade de reconstruí-los, removê-los, montá-los, instalá-los e resolvê-los, além de treinar novos técnicos conforme necessário.

Técnicos de instalação e manutenção elétrica

Esses tipos de técnicos monitoram sistemas de geração e distribuição de energia de alta tensão, motores, sistemas de controle e equipamentos elétricos projetados especificamente para uso em áreas de risco.

Técnicos de ferramentas

Técnicos de ferramentas de campo de petróleo quebram, restauram e remontam uma variedade de ferramentas de campo petrolífero.

Técnicos de corrosão

Técnicos de corrosão em campos petrolíferos coordenam a manutenção de grandes redes de dutos, monitorando os revestimentos de equipamentos, estruturas e instalações existentes para identificar problemas.

Técnicos de manutenção mecânica

Os técnicos de manutenção mecânica são responsáveis ​​pelas válvulas, bombas e sistemas de transmissão de motores a diesel e turbinas a gás.

Técnicos de produção

Técnicos de produção iniciam, controlam, monitoram e desligam subsistemas. Eles se concentram em operações seguras enquanto atingem metas de produção.

Os níveis do técnico de petróleo e gás

Os níveis de Técnico de Petróleo e Gás são diferenciados pelos seguintes fatores: Faixa e complexidade dos deveres de inspeção; extensão e natureza dos relatórios escritos; escopo e complexidade dos dados compilados; grau de supervisão recebido; extensão e tipos de conhecimento e habilidades requeridos; e latitude para julgamento e ação independentes. Este último fator é particularmente importante para a classe de Técnico de Petróleo e Gás III. Vale lembrar que a terminologia pode mudar de acordo com a empresa empregadora.

Técnico de Petróleo e Gás I

Esta é a classe de nível de entrada e treinamento para o Técnico de Petróleo e Gás. Sob supervisão rigorosa, os titulares executam as tarefas menos complexas de inspeção e assistência técnica. As tarefas típicas do Técnico de Petróleo e Gás I incluem o monitoramento de conformidade mais rotineiro; fazer inspeções menos complexas de operações e equipamentos em campos de petróleo, como poços perigosos, desertos ou ociosos, e instalações de perfuração e produção; monitoramento de poços de recuperação aprimorados e programas de injeção; fazer cárter de óleo, poluição e outras inspeções ambientais; preparar relatórios de inspeções e obter dados conforme necessário, fazendo esboços simples, incluindo vários tipos de mapas, desenhos ou traçados.

Técnico de Petróleo e Gás II

Os operadores a este nível trabalham sob supervisão geral para realizar as tarefas mais complexas de inspeção e assistência técnica. As tarefas típicas do Técnico de Petróleo e Gás II incluem inspeção de operações de poço mais complexas; fazer inspeções ambientais; preparar e manter relatórios de campo precisos; fazer compilações de engenharia elementar; construção de gráficos e tabelas; atualização de mapas e preparação e revisão de relatórios de revisão de mapas.

Técnico de Petróleo e Gás III

Este é o nível de jornada completo. Os representantes exercem julgamento independente no desempenho de suas funções e recebem orientação geral do pessoal de engenharia profissional da Divisão de Petróleo e Gás. Os titulares podem ter responsabilidade e coordenar o trabalho dos técnicos de Petróleo e Gás de nível inferior. Normalmente, as tarefas do Técnico de Petróleo e Gás III incluem o trabalho mais complexo de inspeção e suporte de engenharia, como inspecionar e testemunhar o teste de equipamentos de prevenção de blowout para garantir a instalação e operação adequadas; testemunhar operações de cimentação de poço; testemunhando testes para a localização e dureza de plugues de cimento; testemunhando testes de produção de água desligados por meio da interpretação de fluxogramas; auxiliando em inspeções que não exigem decisões de engenharia; inspecionar campos de petróleo para condições ou práticas perigosas ou prejudiciais ao meio ambiente e fazer sugestões ou recomendações sobre formas de melhorar tais condições e práticas; redigir relatórios sobre essas inspeções de campo; cálculo de enchimento de cimento em poços e tanques; calcular os volumes do depósito; conferir com representantes de companhias de petróleo sobre problemas e padrões relacionados a operações de campo petrolífero; fazer medições de mapas e traçar locais bem.

Conhecimentos e habilidades do técnico em engenharia e gás

Cada nível do técnico em engenharia e gás vai exigir diferentes conhecimentos.

Técnico de Petróleo e Gás I

Conhecimento de: aritmética, procedimentos básicos de desenho, referenciamento de mapas fundamentais, ortografia, gramática e pontuação.

Capacidade de: ler e escrever em um nível necessário para o desempenho do trabalho bem-sucedido; aprendizado rápido; seguir as direções; interpretar material escrito; ler e construir mapas e gráficos; calcular dados numéricos com precisão; interpretar gráficos de instrumentos de registro de pressão de precisão e medidores de vazão; comunicar de forma eficaz e manter relações de cooperação com os contatados no decorrer do trabalho.

Técnico de Petróleo e Gás II

Conhecimento de: todos os itens acima e álgebra; geometria; procedimentos de perfuração de poços e regulamentos ambientais e de poços.

Capacidade de: todos os dados acima e plotados em mapas; determinar localizações em mapas usando vários sistemas de coordenadas; fazer observações de campo precisas; preparar e manter registros e relatórios precisos; analisar situações com precisão e adotar medidas de ação eficazes.

Técnico de Petróleo e Gás III

Conhecimento de: todos os métodos e equipamentos acima mencionados e de perfuração; práticas de produção de petróleo; instalações de produção e equipamentos de cabeça de poço; equipamentos e equipamentos para manutenção de poços; procedimentos de abandono; e métodos aprimorados de recuperação e descarte.

Capacidade de: todos os itens acima e reunir dados para análise por equipe de engenharia profissional; fazer cálculos de enchimento de cimento em poços e volumes de tanques e tanques; e exercite o bom senso.

Além dessas habilidades específicas, o técnico em petróleo e gás precisa ter disponibilidade para viajar e trabalhar em horários estranhos; ser pontual e confiável; interesse em engenharia de petróleo ou campo geológico e trabalho de escritório. É interessante que o profissional tenha conhecimento de equipamentos e procedimentos de processamento de dados eletrônicos.

Se interessou pela profissão? O que achou?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)