Quando a maioria das pessoas pensa em inteligência artificial, elas estão pensando em androides, ciborgues, ou computadores ultra tecnológicos em filmes, livros, e seriados. Porém, a inteligência artificial do mundo atual está um pouco distante desse mundo de ficção científica. O que é então a inteligência artificial? Onde ela pode ser encontrada no mundo de hoje?

O que é a inteligência artificial?

A inteligência artificial que encontramos no mundo de hoje pode ser dividida em 4 categorias básicas:

Máquinas que pensam como seres humanos

Máquinas que agem como seres humanos

Máquinas que pensam racionalmente

Máquinas que agem racionalmente

Basicamente, podemos focar a definição de IA na complexidade do que se quer que um computador faça. Há uma série de tarefas cognitivas que as pessoas fazem facilmente, mas que são extremamente difíceis de programar em computadores. Exemplos incluem a visão e compreensão da linguagem natural. A inteligência artificial, nesse contexto, é o o estudo para fazer computadores realizarem essas tarefas de alta complexidade.

Porém, mesmo com os mais modernos avanços, os computadores ainda não são tão bons em certas tarefas, e a maneira como eles as realizam é diferente da maneira como as pessoas fazem. Uma inteligência artificial de reconhecimento de rostos, por exemplo, apenas procura imagens nas quais o padrão de pixels coincidem com o formato de um rosto. Sistemas de reconhecimento mais sofisticados buscam pelas dimensões do rosto para combinar com imagens que podem não ser tão simples de identificar. Os seres humanos processam a informação de maneiras diferentes, e exatamente como esse processo funciona ainda é uma questão em aberto para neurocientistas e cientistas cognitivos.

Outras tarefas, porém, se mostram mais difíceis para realizar através da Inteligência Artificial. Por exemplo, um robô que faz limpeza em casa pode ser programado para reconhecer o rosto dos proprietários e dos bichinhos de estimação da casa. Mas se a câmera dele estiver suja, ou se o rosto da pessoa estiver em um ângulo diferente, pode ser difícil para o robô “enxergar” o dono.

Inteligência artificial

A inteligência artificial é uma grande aliada dos seres humanos. Porém, ainda estamos longe de criar inteligências artificiais conscientes, e que ajam como seres humanos. (Foto: TechM@NTR)

Os desafios da Inteligência Artificial

O maior desafio da inteligência artificial é a modelagem do “senso comum” dos seres humanos. Cientistas já realizaram as mais diversas abordagens para contornar esse problema. Pode ser através de um enorme banco de dados de conhecimento para trabalhar, bem como algumas regras para juntar as palavras para fazer perguntas e respostas. Porém, ao adotar esse tipo de solução, poderá ser difícil para a IA ter uma simples conversa aberta com um ser humano, por exemplo.

Além dos desafios quanto ao senso comum, há a questão da aprendizagem. As máquinas podem aprender, e a aprendizagem mecânica é um tipo de IA. A aprendizagem das máquinas trabalha de uma maneira similar à maneira que as pessoas fazem. Tradutores online, por exemplo, criar um idioma intermediário para conseguir traduzir de uma língua para esse idioma criado por eles e então, traduzir esse “texto comum” para o idioma alvo. Os seres humanos fazem um processo semelhante, por associação, exemplos, e outras ferramentas para “traduzir” textos. Mas mesmo nesse processo, as máquinas de tradução podem se enganar por sinônimos e contextos diferentes. Daí, voltamos ao desafio do senso comum, do contexto, que é tão difícil para as máquinas entenderem ainda.

Inteligência Artificial: exemplos

Assistentes pessoais, como a Siri, Cortana, Google Assistant, e o Alexa são uma área que está avançando rapidamente. Desde quando foram lançadas as primeiras assistentes virtuais, o sistema evoluiu muito, e a eficiência e rapidez na execução de tarefas também. Há também inteligências artificiais desenvolvidas para conversação com clientes de lojas, em um sistema que tem muita eficiência.

Outro lugar onde vemos cada vez mais a Inteligência Artificial assumindo um papel de grande importância é nos veículos. Além da ajuda na direção autônoma de veículos, a IA em carros tem ajudado a prevenir acidentes, auxiliando os seres humanos em uma direção mais segura e tranquila.

Em casa, há robôs que aprendem como fazer uma limpeza mais eficiente, equipamentos que se desligam sozinhos ao aprender os horários em que os proprietários não estão em casa, sistemas de aquecimento e resfriamento que se controlam automaticamente para economizar energia elétrica.

Muitas empresas online já usam da IA para processar melhores recomendações para seus clientes, bem como processar as preferências e gostos individuais de cada um deles, ajudando a melhorar a experiência do usuário nas compras.

O resultado do desenvolvimento das IAs é que elas estão cada vez mais parecidas com humanos, porque eles tem uma grande quantidade de dados e sensores para trabalhar nas melhorias de seus processos. Porém, ainda estamos um pouco distantes das IAs que vemos em filmes. Mas já caminhamos um longo percurso rumo a um futuro com tecnologias mais inteligentes.

O que você conhece de Inteligência Artificial? Quais sistemas você já conhecia?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)