Para um iniciante, um dos aspectos mais assustadores da construção de uma peça de marcenaria é decidir quais encaixes usar. Escolher a junção errada pode complicar a construção, entrar em conflito com o projeto, prejudicar sua integridade e talvez até mesmo causar falha prematura de uma peça. Um bom lugar para começar quando se enfrenta a tarefa de escolher um encaixe para uma determinada aplicação é identificar e estudar as articulações mais utilizadas pois existem literalmente centenas delas em várias configurações. Em seguida, considere as juntas tradicionalmente usadas em um determinado tipo de mobília e avalie sua capacidade de executá-las. Todas as articulações tradicionais resistiram ao teste do tempo, pois sabemos que elas funcionam. Neste artigo, destacamos alguns dos encaixes em madeira mais comuns e suas aplicações . Todos eles podem ser executados manualmente ou por máquina.

Encaixe em madeira junta de topo

Uma junta de topo é simplesmente onde as bordas de grãos longos de duas peças se encontram para formar uma costura. É usado para aumentar a largura total de um painel. A força dessa articulação depende da retidão das bordas (não necessariamente da reticulação). Com adesivos modernos, esta junta pode funcionar muito bem e ser tão forte quanto a madeira em si. Quando uma junta de topo é usada para unir o final de uma prancha à face da outra placa, cola sozinha não é suficiente e biscoitos ou buchas são necessárias para adicionar força. Uma vantagem da junta é a velocidade para fazê-la, ideal para projetos onde a rapidez é um dos critérios mais importantes.

Encaixe de madeira de ranhura

Outra junção simples é o encaixe de ranhura no qual as tábuas são unidas removendo parte da espessura de uma placa para acomodar outra placa. Uma junta de ranhura é frequentemente utilizada para recolocar as placas na parte de trás de uma peça. As placas traseiras ficam alinhadas com a parte de trás da caixa no encaixe. Às vezes, em gabinetes simples, os lados da gaveta são unidos a uma face de gaveta com um encaixe de ranhura e pregos.

Juntas de madeira

O encaixe direto conecta as faces da madeira diretamente, e é usado quando não há muita carga sobre o local. (Foto: Quiet Corner)

Encaixe madeira

O encaixe de ranhura proporciona uma superfície maior e mais resistência para a madeira do que o encaixe básico. (Foto: Craftsy)

O dado é um dos tipos de encaixe madeira mais fortes

Outra junta que é fácil de fazer, atraente e funcional é o dado. Simplificando, um dado é cortado no meio de uma prancha para receber o final de outra prancha. É ótimo para localizar partições dentro de gabinetes ou para apoiar prateleiras em unidades de estantes. Pode ser cortado em toda a largura ou parado. Um arado é semelhante a um dado, exceto que ele corre na mesma direção que o grão. Você pode usá-lo na construção de portas de quadro e painel e para colocar fundos em gavetas.

Encaixes de madeira

A canaleta é um encaixe fácil de fazer e que proporciona uma boa força estrutural. (Foto: YouTube)

Junta de sobreposição para madeira

Se você está construindo um armário ou aparador com uma armação frontal que cruza em vários pontos, você pode usar uma articulação de sobreposição. Nesta junta, você remove toda a largura de cada elemento de intersecção, mas apenas metade da espessura. Várias juntas de meia volta em uma armação de face de gabinete garantirão que ela seja rígida e duradoura.

Encaixes de madeira

A junta de sobreposição é simples de fazer e pode ser combinada com outros tipos de encaixe. (Foto: good wood joints pdf)

Encaixe de lingueta e ranhura

As juntas de lingueta e ranhura fornecem um meio mecânico de registrar e unir as bordas das placas estreitas ao formar um painel mais amplo. O longo de uma borda de uma tábua é cortada uma língua, geralmente centrada na espessura do material. Na outra placa, uma ranhura correspondente é cortada. Uma vantagem é que as arestas são planas, exigindo pouca plaina ou lixa. Isto é particularmente útil ao colar painéis longos sem o auxílio de utensílios para mantê-los planos. Outra vantagem é o aumento da superfície da cola. As desvantagens são que a junta é visível a partir do final do painel e requer fresagem precisa para garantir que todas as peças se encaixem corretamente.

Encaixe para madeira

O encaixe de ranhura é ideal para a conexão entre tábuas para montar grandes superfícies. (Foto: Woodworker’s Journal)

Encaixe malhete para madeira

O encaixe malhete interliga duas tábuas em um canto similar a um encaixe na madeira com cortes retos correspondentes. Esta junta tem uma aparência limpa e utilitária que a torna perfeita para recipientes de cozinha, escritório ou lojas. Caixas ficam muito bem acabadas com esse tipo de encaixe, que é relativamente fácil de se fazer.

Encaixes para madeira

Esse encaixe simples e suas variações é um dos tipos de juntas mais fortes, mas que vai exigir um pouco mais de trabalho da sua parte. (Foto: Woodworks by John)

Encaixe de mitra de mitra ou em ângulo

Qualquer um que tenha olhado uma pintura ou olhado para um espelho está familiarizado com a mitra. Esta junta é usada em pequenas caixas e molduras decorativas de todos os tipos. O primeiro obstáculo é cortar cada metade da articulação em 45 graus e então você tem que descobrir uma maneira de colá-los juntos sem passar pela metade do outro. A melhor maneira de alinhar uma mitra é com uma jig para te ajudar a fazer cortes precisos.

Encaixes de madeira

O encaixe de mitra ou em ângulo deve sempre ter um reforço para ter maior integridade estrutural. (Foto: Instructables)

Encaixe de caixa e espiga

Uma das juntas mais básicas e amplamente utilizadas na fabricação de móveis é o encaixe de caixa e espiga. Essa junção pode ser usada para unir os trilhos e os degraus nas portas de armação e painéis, nos suportes nas pernas das mesas e os trilhos nos postes ou nas pernas das cadeiras. Devido à penetração profunda da espiga no encaixe, as peças de madeira podem ser apoiadas de forma segura, mesmo sem o benefício de cola. Existem muitas variações para esse encaixe. A espiga pode ser parada ou continuar através de uma tábua, e pode ser reforçada com pregos ou cunhas.

Encaixes de madeira

O encaixe de caixa e espiga é uma boa opção para ganhar força estrutural de maneira fácil e rápida na madeira. (Foto: Handyman tips)

Junta de cauda de andorinha

Considerada uma das mais fortes e certamente a mais bonita das articulações, a cauda de andorinha exige um preço alto em termos de habilidade para a força e a boa aparência que ela proporciona. Este é provavelmente o método mais forte para unir duas peças com os grãos indo na mesma direção. A cauda de andorinha completa é usada ​​para juntar carcaças e caixas. Os rabos de andorinha pela metade são normalmente utilizados para unir lados de gavetas a frentes de gavetas, mas ocasionalmente encontrarão a junta utilizada na construção de carcaças. Hoje, existem gabaritos que permitem que um marceneiro corte entalhes por máquina, mas o resultado final parece produzido em massa. As aparas mais bonitas sempre foram cortadas à mão.

Encaixes para madeira

Tradicional e altamente eficiente, o cauda de andorinha é um encaixe que todos os marceneiros devem conhecer e dominar. (Foto: ResearchGate)

Junta deslizante em cauda de andorinha

Esta junta é composta por uma espiga em forma de cauda de andorinha que desliza para dentro de um sulco ou arado correspondente. Ela pode ser usado como um dado para apoiar prateleiras em uma estante, oferecendo força extra para impedir que as laterais da estante se curvem para fora. É eficiente e fica muito bonita na construção.

Como fazer a escolha do encaixe na madeira?

Às vezes, a articulação mais simples pode fazer o trabalho. Não é preciso complicar as coisas e às vezes exagerar pode ser prejudicial. Por exemplo, você não precisa fixar todos os conjuntos com um encaixe pois a cola geralmente é suficiente para garantir uma ligação forte.

Na marcenaria, muitas vezes há uma boa razão pela qual as coisas foram feitas de uma maneira particular por centenas de anos. Os marceneiros às vezes lutam para reinventar uma articulação exagerando uma parte disso. Por exemplo, ao cortar os encaixes, mais não é necessariamente melhor. A aglomeração da articulação com pinos pode deixar muito pouco material na placa da cauda para suportar a articulação. Estude peças bem consideradas para seguir como exemplos. O caminho certo para construir móveis de sucesso é copiar o que funcionou.

Se você se incomodou em fazer um encaixe, certifique-se de que ele se encaixa bem. Articulações desleixadas se desfazem prematuramente quando a cola falha. Leve o seu tempo, teste suas peças e substitua qualquer coisa que esteja solta ou rachada.

Cada peça deve representar o melhor que você é capaz de construir naquele momento. Você não deve olhar para o seu trabalho e pensar que poderia ter feito melhor. Trabalho desleixado e atalhos irão te assombrar e incomodá-lo para sempre.

Nada parece melhor do que encaixes de cauda de andorinha ou um encaixe apertado. Quando a articulação se encaixa no estilo da peça, mostre-a.

Quatro critérios para escolher um encaixe:

1. A articulação deve contribuir para a força e integridade da peça.

2. A junta deve permitir que a madeira se mova como mudança de condições ambientais.

3. A junta deve permitir operações adicionais, como ranhuramento, rabetagem, molduras ou parafusos.

4. A articulação deve contribuir e não interferir na aparência da peça.

Ficou alguma dúvida? Já tem as ferramentas para o trabalho? Então agora é só começar a encaixar as coisas!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)