Embora arquitetos e engenheiros civis trabalhem para construir estruturas similares, seus deveres, habilidades e abordagens para qualquer projeto diferem de várias maneiras. É importante que os alunos aspirantes entendam essas principais diferenças para que possam combinar melhor seus pontos fortes e interesses com um programa educacional relevante. Arquitetos e engenheiros devem trabalhar juntos para completar um projeto. Esta relação complementar proporciona ao cliente um produto estável, seguro e esteticamente agradável. Cada personalidade traz uma perspectiva diferente para um projeto e o equilíbrio é alcançado através dessa interação. Ambos atuam como gerentes de projetos e ligações entre os vários indivíduos envolvidos.

Diferença entre arquiteto e engenheiro: as funções do arquiteto

Arquitetos tipicamente usam uma abordagem mais criativa para projetar edifícios e outras estruturas. Eles são os designers artísticos, visionários e teóricos. A preocupação é com a estética: forma, atmosfera e caráter. Enquanto eles precisam aderir aos princípios da matemática e metodologias científicas dentro de seus desenhos, é o engenheiro que traduz a visão de um arquiteto em uma aplicação prática. O foco da educação de um arquiteto geralmente gira em torno dos seguintes elementos:

  • Estilos arquitetônicos e história da arquitetura
  • Restauração e preservação de edifícios
  • Física e cálculo (juntamente com outros cursos de ciências e matemática)
  • Técnicas de design
  • Construção de modelos
  • Desenho de plantas
  • Pesquisa e escrita
  • Adquirir as certificações relevantes no campo da arquitetura

As áreas de experiência de um arquiteto incluem:

  • Concepção e desenvolvimento de estruturas públicas e privadas: design urbano, paisagístico, gráfico e interiorismo
  • Planejamento urbano
  • Princípios estéticos de design
Trabalho de engenheiros e arquitetos

Engenheiros e arquitetos se complementam profissionalmente, executando tarefas em conjunto para obter os melhores resultados possíveis em uma construção. (Foto: bengfa.info)

Diferença entre arquiteto e engenheiro: as funções do engenheiro

Os engenheiros usam uma abordagem mais científica, prática e sistemática para o projeto estrutural. Eles são especialistas em matemática e ciência em seus respectivos campos. Normalmente, eles usam os planos de um arquiteto como base de seu trabalho. Seu trabalho é fazer a visão acontecer, usando princípios científicos e matemáticos sólidos. Quando um arquiteto recebe um emprego, ele ou ela trabalhará dentro das restrições orçamentárias para desenvolver um projeto, e um engenheiro vai sempre considerar este orçamento, mas seu objetivo é criar uma estrutura segura e que torne a visão realidade. O foco educacional de um engenheiro gira em torno dos seguintes elementos:

  • Estudo científico e matemático intenso (especificamente para aplicação da engenharia)
  • Química
  • Física
  • Álgebra Linear
  • Cálculo
  • Mecânica dos fluidos e hidráulica
  • Eletricidade, magnetismo e fluidos
  • Ondas, ótica e termodinâmica

Cursos de engenharia para a construção podem se focar em diferentes especializações, tais como:

  • Transporte
  • Civil
  • Recursos hídricos
  • De meio ambiente
  • Materiais
  • Design estrutural e ética
  • Políticas empresariais e padrões governamentais

O profissional de engenharia deve adquirir as certificações relevantes no campo da engenharia civil para a atuação e o uso de técnicas específicas na construção. As áreas de experiência de um engenheiro incluem:

Concepção e desenvolvimento de estruturas públicas ou privadas, com foco em estruturas públicas: represas hidrelétricas, canais, estradas ou outras estruturas com funções úteis na sociedade

  • Mecânica
  • Elétrica
  • Meio Ambiente
  • Industrial
  • Estrutural

Quem ganha mais arquiteto ou engenheiro civil

Ambas as profissões oferecem serviços inestimáveis ​​para a sociedade. Sem as visões e habilidades criativas do arquiteto, os indivíduos não teriam uma maneira de formular vários tipos de estruturas. Sem a experiência prática do engenheiro, os projetos de um arquiteto não passariam de desenhos em papel. É o arquiteto que planeja e cria, e é o engenheiro que transforma esses planos e criações em realidades seguras.

No mercado de trabalho, apesar dos salários serem semelhantes, há uma diferença na demanda por esses profissionais. Geralmente as pessoas deixam de contratar arquitetos para poupar custos na construção, preferindo a contratação direta de um engenheiro civil para as obras. Porém, há muitos casos onde engenheiros e arquitetos trabalham juntos para executar as diferentes tarefas de uma construção, com maior eficiência. Num geral, apesar dos ganhos serem parecidos em ambas as profissões, o mercado é mais amplo e receptivo ao engenheiro civil.

Embora ambos usem a matemática, a ciência e os princípios de design em seu trabalho, cada um deles fornece um conjunto de habilidades exclusivo para o consumidor. É essencial que os alunos interessados ​​em design estrutural compreendam as diferenças fundamentais entre os dois, para que possam adquirir as credenciais educacionais apropriadas.

O curso é apenas semelhante em campo, pois as duas ocupações variam amplamente em termos de perspectiva, talentos inerentes e responsabilidades. As duas ocupações precisam umas das outras para completar um projeto, e seria difícil implementar tais planos sem um ou outro.

Ficaram claras as diferenças? Deixem nos comentários suas perguntas se ainda ficou alguma dúvida.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)