Barreiras típicas compostas de chapas de aço não podem garantir a segurança de um condutor e nem de um veículo. As barreiras de concreto, a mesma coisa. Descobre-se que, a cada ano, as barreiras de proteção de estradas e rodovias são menos eficientes do que imaginávamos, e novas proteções são cada vez mais pesquisadas e desenvolvidas por profissionais. Pelo menos foi assim com as barreiras inteligentes.

Guard rail metálico? Não, guard rail inteligente!

Para proteger os motoristas e os carros, guard rails que proporcionem uma proteção mais suave são preferíveis, já que impedem que o choque possa machucar o motorista. Mas o que é esse guard rail inteligente? Como ele funciona?

Como funciona um guard rail de concreto ou metálico

Um guard rail tradicional é uma proteção lateral em rodovias e estradas que tem dois propósitos: parar um veículo que bate neles e impedir que o veículo saia da pista ou passe para a outra pista, no caso de ser usado na divisão de pistas de rolamento. É esperada uma certa deformação do guard rail após o impacto, mas principalmente nos modelos de concreto, não há tal deformação, e o impacto é sentido pelos ocupantes do veículo com maior intensidade.

Funcionamento do guard rail inteligente

Com esses barris de rolamento, o guard rail inteligente reduz o impacto e transforma a energia de choque em energia de rotação. (Foto: tradeKorea.com)

E o guard rail de rolamento? Como funciona?

O guard rail inteligente, chamado de “Rolling Barrier System” ou Sistema de Barreiras Rotativas, foi criada por uma empresa sul coreana, a ETI (Evolution In Traffic Innovation).

A montagem da barreira se dá da seguinte forma: na parte inferior e na parte superior do guard rail, são usados trilhos metálicos normais. Entre esses trilhos são inseridos barris fabricados com EVA, um plástico com excelente poder de absorção de choque. Tais barris são móveis, podendo rodar em torno de um eixo.

Quando um veículo bate no guard rail inteligente, ele não apenas absorve a energia de impacto, como um guard rail normal. Ele também converte a energia do impacto em energia rotacional, impulsionando o veículo para frente e impedindo que o mesmo ultrapasse a barreira.

Quais outras características do guard rail de rolamento?

O guard rail inteligente tem faixas refletivas, proporcionando maior visibilidade. O EVA tem uma melhor flexibilidade e elasticidade em comparação com outras resinas de polietileno e tem características mais semelhantes à borracha. Na verdade, é mais leve do que a borracha e mais elástica do que o uretano. Traduzindo para os leigos: o material não é facilmente danificado.

Os quadros superiores e inferiores ajustam os pneus de veículos grandes e pequenos para evitar que o sistema de direção sofra algum tipo de dano mais significativo. Os barris são preenchidos com líquido, geralmente, para aumentar ainda mais a absorção.

Os quadros com a superfície lisa ajustam os pneus dos veículos e os guiam na direção movente para impedir colisões traseiras. A estrutura tridimensional em forma de D e o suporte de amortecimento distribuem e absorvem o segundo choque.

Os barris aumentam a potência de rolamento em um intervalo de 0,7 m, para impedir que os veículos percam ainda mais o controle. Como os barris são independentes, apenas peças danificadas precisam ser substituídas. Isso mantém os custos de manutenção bastante baixos.

Dá uma olhada no funcionamento e estrutura do guard rail inteligente:

Detalhes dos testes com o guard rail inteligente

O teste de colisão de veículos foi realizado em três veículos diferentes e a barreira satisfez todos os critérios. Veja um pouco dos resultados:

Carro pequeno de 900 kg, colisão lateral: a barreira foi capaz de enviar o veículo de volta para a pista em movimento normal, protegendo os ocupantes e evitando acidentes com um segundo veículo.

Veículo grande de 10 toneladas, colisão lateral: o guard rail mudou o tipo de colisão para fricção rotacional, fazendo a colisão continuar por um longo tempo e assim minimizando o choque momentâneo.

Ônibus de 13 toneladas, colisão lateral: também altera o tipo de colisão para fricção rotacional, fazendo a colisão continuar e minimizando o impacto inicial.

Com certeza, seria uma grande solução para os acidentes de trânsito no Brasil. Você não acha?

Conhecem algum guard rail diferente? Outras tecnologias para impedir acidentes graves? Quais? Compartilhe nos comentários!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)